Google+ Followers

sábado, 1 de abril de 2017

A força está na essência ... A vitória está na paz

 Muitos séculos antes da nossa era  um egipcio a quem os gregos chamaram Hermes Trimegisto - que significa  três vezes mestre, (astrologia, alquimia e cálculo) e de cujo nome deriva a palavra hermético - escreveu que as plantas além de vida, tinham alma.
Na verdade este precursor da magia que viveu na época dos faraós, deu a entender que as plantas, por serem vivas, possuiam energia, que poderia ser positiva ou negativa .
Isso faz-nos lembrar a existência de uma gama de forças, não necessáriamente boas ou más, apenas diferentes entre si que ajudam em algumas ocasiões a suprir algumas das nossas deficiências.
 O louro por exemplo Foi sempre um símbolo de paz, glória e brilho.
Contam que a esposa do Imperador Augusto, Lívia Drusilla estava distraídamente sentada, quando uma águia deixou cair sobre o seu colo uma pomba branca que trazia no bico um ramo de louro com muitos frutinhos.
Esta pomba que havia sido enviada por Júpiter, foi considerada um emblema  de paz e as sementes do louro, foram plantadas nas margens do rio Tibre, na casa de campo dos Césares.
Muito tempo depois o lugar transformou-se num aprazível bosque onde os nobres e imperadores romanos iam em busca de descanso, sossego e tranquilidade .


                  A força está na essência ... A vitória está na paz...  é essa a simbologia do  louro...!
                                 
                                                                                                  





1 comentário :