Google+ Followers

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

A Pátria

Como o pródigo volta ao lar paterno.
desenganado do que em vão procura,
eu, já desfalecido nesta lida
de sonhos sobre sonhos de ventura,
desejava dormir o sono eterno
abrindo junto ao berço a sepultura,
fechar, em suma, o circulo da vida
no saudoso ponto de partida !


Chegado pois, Senhor, aquele dia
que se me apague a luz que me alumia,
deixai-me descansar onde repousa
meu santo pai, e sua terna esposa,
- a minha santa mãe .
Ser-me-á assim mais leve a fria lousa,
que a terra onde se nasce é também mãe!


Do Livro do Amor
João de Deus
.¸¸.•*•❥... comum à  alma lusitana !

Sem comentários :

Enviar um comentário