Google+ Followers

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

O cão e presa


Um cão apanha um coelho
À margem de uma ribeira,
Mas vendo-o naquele espelho,
Larga-o, salta a ribanceira…
E assim perde o que levava,
E mais o que ambicionava!
Abençoada prudência
(E é esta a moralidade!)

Quantos pela aparência
Perdem a realidade!


João de Deus
"Campo de Flores"

1 comentário :