Google+ Followers

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

A uns anos


Dura a vida como a flor;
Mas dura uma eternidade
Passada na ansiedade
Passada no dissabor


Quando a fortuna bafeja
 O frágil baixel da vida,
Nunca parece comprida,
Por mais comprida que seja.


Ora tendo vós a sorte
De ver hoje a vosso lado
O vosso filho adorado,
Vossa adorada consorte,


A natural alegria
Vos faz cair num engano!
Vós não fazeis mais um ano... -
Fazeis mas é - mais um dia.


João de Deus
Campo de Flores