Google+ Followers

terça-feira, 7 de março de 2017

Libera-me

Livrai-me, Senhor,
De tudo o que for
Vazio de amor.

Que nunca me espere
Quem bem me não quer
(Homem ou mulher).

Livrai-me também
De quem me detém
E graça não tem,

E mais de quem não
Possui nem um grão
De imaginação.

Carlos Queirós
Portugal
5 Abr 1907 // 27 Out 1949

Sem comentários :